SC tem primeiro caso de febre amarela em humano de 2021, diz Dive

Escrito por em janeiro 28, 2021

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC) informou na quarta-feira (27) o primeiro caso de febre amarela em um humano no estado em 2021. A paciente, uma mulher de 40 anos, está internada no Hospital Santa Catarina, em Blumenau, no Vale do Itajaí. Ela é moradora da cidade de Taió, na mesma região da unidade de saúde.

Conforme a diretoria, a paciente não tinha registro de vacina contra a doença. A imunização é a melhor forma de se proteger da doença e está disponível gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS).

Prevenção

Todos os moradores de Santa Catarina com mais de nove meses devem ser imunizados. A cobertura preconizada pelo Ministério da Saúde é de pelo menos 95% desse público-alvo seja imunizado. Até o momento, a cobertura vacinal no estado é de 70,67%.

De acordo com o João Fuck, gerente de zoonoses da Dive/SC, a febre amarela é uma doença grave, com evolução rápida e pode ser transmitida por mosquitos em áreas silvestres.

Os macacos, por viverem no mesmo ambiente que os mosquitos em áreas silvestres, são as primeiras vítimas da doença. No ano passado, 134 mortes de primatas foram confirmadas com febre amarela.

Créditos: G1 SC

Tagged as

Ao Vivo

Rádio Alvorada

Current track
TITLE
ARTIST