Zé Trovão pode voltar à prisão por causa de vídeo

Escrito por em junho 23, 2022

QUER RECEBER NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP?

CLIQUE AQUI

Após Marco Antonio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, gravar um vídeo convocando os caminhoneiros para um protesto em frente às refinarias e em frente à Petrobras no próximo dia 27, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, intimou a defesa de Zé Trovão para explicações.

Para lembrar: após se entregar à Polícia Federal e ir preso no dia 26 de outubro do ano passado acusado incitar a violência contra o Congresso Nacional e o STF ao articular atos contra as instituições no feriado de 7 de setembro, Zé Trovão teve a prisão domiciliar concedida no dia 17 de dezembro de 2021. No entanto, havia condicionantes à prisão domiciliar, como uso de tornozeleira eletrônica e proibição de uso das redes sociais ou entrevistas sem autorização judicial prévia.

Ocorre que no último domingo, dia 19/6, Zé Trovão voltou a usar as redes sociais para fazer um chamamento aos caminhoneiros por causa do aumento dos combustíveis.

“Estou colocando minha liberdade em risco aqui, mas tenho um compromisso com meus irmãos de estrada…..Vou pedir para todos os caminhoneiros que não parem neste dia 20 de junho. Vamos esperar mais uma semana e na segunda-feira, dia 27, daí sim tomamos uma atitude. Vamos todos para frente das refinarias e aqueles que estiverem em Brasília vão para frente da Petrobras. Daí vamos fazer a paralisação acontecer. É dessa maneira que vamos alcançar o objetivo. De outra maneira não vai dar certo. Caminhoneiros, não parem em cima da pista e não parem a BR”, convocou Zé Trovão em vídeo.

A defesa do militante caminhoneiro encaminhou nota à imprensa sobre o caso. Os advogados Elias Mattar Assad e Thaise Mattar Assad tentam amenizar a situação dizendo que Zé Trovão acalmou os ânimos da classe dos caminhoneiros e não o contrário e que ele não desrespeitou nenhum dos poderes.

Fonte:  Noticia Hoje
Siga nossas redes sociais: INSTAGRAMFACEBOOK

Ao Vivo

Rádio Alvorada

Current track
TITLE
ARTIST