Vítimas de acidentes causados por motoristas alcoolizados poderão ter direito a pensão alimentícia

Escrito por em julho 26, 2022

 

QUER RECEBER NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP?

CLIQUE AQUI

Vítimas de crime de trânsito provocado por condutor alcoolizados ou sob influência de qualquer outra substância que cause dependência poderão receber pensão alimentícia, segundo o Projeto de Lei apresentado pelo senador Fabiano Contarato (PT-ES).

A proposta altera o Código de Trânsito Brasileiro e acrescenta penalidade de multa reparatória ao artigo. De acordo com o texto, o pagamento de pensão alimentícia mensal pode se estender à família.

Ainda conforme o projeto, o juiz definirá o valor da pensão, sem dispensar outras obrigações de reparação referentes aos danos sofridos pela vítima e sua família. A proposta também presume que os filhos, dependentes econômicos da vítima, sejam menores 24 anos. Em caso de morte, fica estipulado pagamento de pensão até a idade provável de sobrevida da vítima e de acordo com os parâmetros definidos pelo juiz.

A proposição também detalha que a obrigação de pagamento de pensão não se extingue com a morte do causador do dano e será transmitida aos herdeiros, até o limite da herança.

Justificativa

Na justificação do projeto, Contarato destaca o número de mortes em acidentes de trânsito, que em 2020 foi de 33.716.

O senador lembra de um caso ocorrido em Vitória. “A motorista foi autuada por embriaguez ao volante, chegou a ser levada para o presídio, mas foi liberada na noite seguinte, após passar por audiência de custódia e pagar fiança de R$ 3 mil”.

O senador propõe fazer uso do conceito de dependente econômico, para recebimento de pensões pelos filhos após a morte dos pais vítimas de crime de trânsito. O projeto ainda será despachado e analisado para as comissões.

Fonte: Noticia Hoje

Siga nossas redes sociais: INSTAGRAMFACEBOOK


Ao Vivo

Rádio Alvorada

Current track
TITLE
ARTIST