--:--
--:--
  • cover
    Rádio Alvorada 94.5 - Santa Cecília

Projeto de ressocialização de Lages é premiado nacionalmente

Iniciativa oferece oportunidade de trabalho e capacitação na fruticultura para detentos do regime semiaberto.

O Presídio Regional de Lages, em Santa Catarina, foi premiado nacionalmente pelo Prêmio Innovare com o projeto de ressocialização de detentos através da atividade laboral e capacitação profissional na fruticultura. A iniciativa oferece oportunidade de trabalho e capacitação na fruticultura para detentos do regime semiaberto.

Cerca de 40 internos participam do projeto em parceria com uma empresa local. Eles aprendem novas habilidades profissionais, recebem remuneração, são reintegrados à sociedade e têm a oportunidade de remir suas penas. A empresa providencia transporte, treinamento, equipamentos de proteção individual, refeições e paga os salários dos reeducandos através de um Termo de Cooperação com a Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP).

Reconhecimento nacional

O projeto foi inscrito no prêmio pelo advogado Mikchaell Bastos Policarpo da Silva e recebeu o reconhecimento nacional por sua iniciativa inovadora e eficaz na ressocialização de detentos. A Comissão Julgadora do Innovare inclui ministros do STF, STJ, TST, desembargadores, promotores, juízes, defensores, advogados e outros profissionais de destaque.

Resultados positivos

O projeto está em vigor desde 2013 e já beneficiou cerca de 400 internos. Atualmente, além do projeto de fruticultura, outros cinco projetos envolvem 150 detentos na unidade.

O diretor do Presídio Regional de Lages, Gilberto Macedo Laurentino, destaca a importância do projeto para a ressocialização dos detentos. “O projeto ajuda os participantes a entender melhor os processos de ressocialização. Muitos deles continuam trabalhando na empresa, enquanto outros conseguem emprego em outras empresas, seguindo a legislação trabalhista”, afirma.

O juiz Geraldo Correa Bastos, responsável pela execução penal no regime semiaberto, também ressalta os resultados positivos do projeto. “Isso coroa nossos esforços em aplicar a legislação de forma justa, proporcionando oportunidades dignas para aqueles que desejam se ressocializar, além de contribuir para o crescimento econômico da região”, declara.

Parcerias para a ressocialização

O secretário da SAP, Carlos Alves, enfatiza a importância das parcerias com a iniciativa privada para a ressocialização dos detentos. “A principal meta do Governo do Estado é proporcionar oportunidades de trabalho para a população carcerária, buscando ampliar as vagas de atividade laboral em todo o Estado. Estamos constantemente em conjunto com a iniciativa privada e pública para oportunizar cada vez mais esse tipo de atividade no sistema prisional. Essa é a meta do programa Trabalho Pela Liberdade do Governo do Estado”, afirma.

O projeto de ressocialização do Presídio Regional de Lages é um exemplo de iniciativa inovadora e eficaz que contribui para a reintegração social dos detentos e para a segurança da sociedade.

Créditos: Divulgação SAP.

Compartilhe

Últimas Notícias

Categorias

Notícias pelo WhatsApp?

Quer receber notícias pelo seu WhatsApp? Entra em nosso grupo oficial Rádio Alvorada!