Número de mortos em Petrópolis RJ chega a 181

Escrito por em fevereiro 22, 2022

 

 

A cidade de Petrópolis foi atingida por um intenso temporal na terça-feira (15), que causou uma série de deslizamentos e alagamentos, dando origem a maior tragédia da história do município.

 

O número de mortes chegou a 181 e ainda há 104 pessoas desaparecidas.

 

Uma equipe dos Bombeiros Militares de Santa Catarina foi enviada para atuar e auxiliar na busca e resgate por vítimas da tragédia A equipe é composta por militares de Xanxerê, Blumenau, Curitibanos, Itajaí, Canoinhas, Lages e Florianópolis.

 

Todos os militares desta equipe possuem o Curso de Bombeiros Cinotécnicos, ou seja, estão aptos para busca, salvamento e resgate com cães. Os binômios, como são chamadas as duplas de bombeiro militar e cão de busca são certificados para este tipo de atuação.

 

Militares do CBMSC em Petrópolis nesta primeira equipe:

 

Capitão Alan Deley Cielusinski – Xanxerê (comando da operação)
3º Sargento Jaques Douglas Romão e cão Bravo – Blumenau
Soldado Joscley Tracz e cão Iron – Xanxerê
Soldado Thiago Evandro de Amorim e cão Moana – Itajaí
Cabo David Canever e cão Léia – Canoinhas
Cabo Ronaldo Fumagalli e cão Hunter – Curitibanos
Soldado Giandro Rissi – Curitibanos (logística)
Soldado Guilherme Pereira Galli e cão Sasuke – Lages
Soldado Eduardo de Souza – Florianópolis (comunicação)

 

Três dos binômios que estão nesta equipe atuaram na tragédia de Brumadinho. O comando desta operação ficará a cargo do Capitão Alan Delei Cielusinky, que faz parte da Coordenadoria de Busca, Resgate e Salvamento com Cães, que já foi um binômio e atuou tanto em Mariana, quanto na equipe da Força Nacional dos jogos Olímpicos Rio 2016.

 

Os Bombeiros Militares de Santa Catarina seguem desde o Domingo (20) trabalhando na cena. Confira o momento em que alguns cães apontam para possíveis vítimas encontradas na manhã desta terça-feira (22):

 

Apontamento de possível vítima pelo cão Bravo

 

 

Apontamento de possível vítima pelo cão Hunter

 

 

Apontamento dos cães catarinenses de vítimas até o momento: duas vítimas já retiradas, cinco em extração (por conta do difícil acesso, já se confirmaram, mas as equipes ainda não conseguem retirar) e também foram encontradas partes de tecidos humanos. Houveram mais apontamentos de possíveis locais pelos cães, mas há a necessidade de retirada dos escombros para que se verifique a real situação.

 

 

 

Fonte: Rádio Alvorada 94,5 FM – Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

Siga nossas redes sociais: INSTAGRAMFACEBOOK

 


Ao Vivo

Rádio Alvorada

Current track
TITLE
ARTIST