Mãe e filha são presas pela polícia civil por simularem sequestro

Escrito por em março 8, 2022

 

No domingo (06), uma ação conjunta entre a Polícia Civil de Santa Catarina e a Polícia Civil do Rio Grande do Sul resultou na prisão em flagrante de mãe e filha, em Nova Petrópolis (RS). Elas são suspeitas de terem praticado o crime de extorsão contra familiares que estão em Santa Catarina. A mãe ainda responderá por corrupção de menores.

 

Os trabalhos envolveram policiais civis da Delegacia de Roubos e Antissequestro (DRAS) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC) da Polícia Civil de Santa Catarina e da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos/DEIC do Rio Grande do Sul.

 

O caso chegou ao conhecimento da Polícia Civil em Chapecó, com a notícia de que três mulheres, a mãe e duas filhas, teriam sido sequestradas no RS, sendo exigido o pagamento de um resgate de R$ 50 mil por familiares para serem libertadas e não serem mortas.

 

Para tanto, fotos das vítimas num suposto local de cativeiro foram enviadas aos familiares por aplicativo de conversas, além de diversas ameaças caracterizando o crime de extorsão.

 

O sequestro, ocorrido em local desconhecido, mas possivelmente no Rio Grande do Sul e a extorsão, ocorrida em detrimento de familiares, em Santa Catarina, demandaram o envolvimento das duas Polícias Civis.

 

Após diligências, foi possível localizar as supostas vítimas de sequestro, em uma residência, em Nova Petrópolis (RS), onde foi identificado que na realidade não estavam sequestradas.

 

A tese do crime de extorsão mediante sequestro foi afastada, já por meio da investigação preliminar sobre o fato e, mais ainda, sendo confirmado de que, ao menos, a mãe e filha eram as responsáveis pela extorsão, face ao que se apurou no local da prisão.

 

Em Santa Catarina, as investigações feitas pela DRAS/DEIC contaram com o apoio da 12ª Delegacia Regional de Polícia de Chapecó e da DIC/PCSC de Joinville.

 

As mulheres foram conduzidas ao DEIC em Porto Alegre para as formalidades legais, sendo presas em flagrante delito, aguardando vaga no sistema prisional. A outra filha, adolescente, que também teria sido sequestrada, foi entregue aos cuidados do Conselho Tutelar.

 

 

Fonte: Polícia Civil de Santa Catarina

Siga nossas redes sociais: INSTAGRAMFACEBOOK


Ao Vivo

Rádio Alvorada

Current track
TITLE
ARTIST