--:--
--:--
  • cover
    Rádio Alvorada 94.5 - Santa Cecília

Inventário Florestal de Florestas Plantadas em Santa Catarina Revela Avanços Notáveis na Economia Verde do Estado

Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária comemora o cumprimento de 65% das metas estabelecidas, enquanto dados preliminares evidenciam o potencial econômico das áreas de reflorestamento.

 

Cerca de 65% das metas e etapas delineadas pela Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (SAR) no Inventário Florestal de Florestas Plantadas em Santa Catarina foram alcançadas, marcando um avanço significativo rumo ao desenvolvimento sustentável. Os dados preliminares, apresentados à SAR pela equipe da Udesc, instituição responsável pela elaboração do inventário, apontam para uma vasta área de reflorestamento, totalizando aproximadamente 1 milhão de hectares no estado.

O inventário, iniciado em fevereiro de 2023 e com conclusão prevista para junho de 2024, encontra-se em estágio avançado. Seu escopo vai além da mera identificação de áreas plantadas; busca também analisar o estoque futuro de madeira, aliando a preservação ambiental ao desenvolvimento econômico sustentável.

De acordo com o relatório preliminar, duas espécies principais dominam a paisagem de reflorestamento: pinus e eucaliptos, desempenhando um papel crucial na economia catarinense. Um destaque notável foi dado ao potencial das pequenas propriedades para a implementação de florestas comerciais em áreas menos propícias para a agricultura.

O secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, Valdir Colatto, enfatiza: “Essa alternativa pode se tornar uma fonte adicional de renda familiar, explorando terrenos de forma sustentável. Destacamos a importância de implementar práticas tecnológicas que garantam a produção de matéria-prima de alta qualidade, otimizando o uso de mão de obra e assegurando a competitividade no mercado”.

Hilario Gottselig, diretor de Desenvolvimento Sustentável e Fundiário da SAR, destaca que o principal objetivo da secretaria é estabelecer uma conexão entre a produção agrícola e as demandas da indústria, garantindo que a matéria-prima proveniente das florestas plantadas seja direcionada para os melhores usos industriais.

Além disso, Gottselig ressalta: “Essa integração não apenas fortalecerá a economia local, mas também contribuirá para a conservação do meio ambiente, uma vez que florestas plantadas bem manejadas desempenham um papel vital na remoção de carbono, na preservação da biodiversidade e na conservação do solo”.

Priorizando a compensação ambiental, a SAR está dando ênfase ao reflorestamento de espécies nativas e exóticas no âmbito do programa de análise do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e na implementação do Plano de Regularização Ambiental (PRA), em colaboração com o Instituto do Meio Ambiente (IMA) e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e da Economia Verde (Semae).

No campo da educação, a SAR, juntamente com a Epagri, Cidasc e Udesc, está desenvolvendo materiais didáticos e vídeos técnicos para capacitar técnicos, parceiros e produtores rurais envolvidos no setor florestal. Estes recursos educativos visam disseminar conhecimento sobre práticas sustentáveis de manejo florestal e destacar a importância da identificação e valorização do estoque futuro de madeira.

Paralelamente ao Inventário Florestal, a Secretaria lançou duas cartilhas sobre Implantação e Manejo em Pequenas Propriedades Rurais. Esses materiais educativos, disponíveis para download, são uma iniciativa da Epagri e têm como objetivo fornecer aos produtores rurais noções básicas de forma clara e objetiva, desde a escolha do terreno até a colheita das florestas de eucalipto, pinus e outras espécies nativas.

Compartilhe

Últimas Notícias

Categorias

Notícias pelo WhatsApp?

Quer receber notícias pelo seu WhatsApp? Entra em nosso grupo oficial Rádio Alvorada!