Ex-prefeitos de cidades do Norte de SC viram réus em ação do MPSC

Escrito por em julho 21, 2022

QUER RECEBER NOTÍCIAS EM SEU WHATSAPP?

CLIQUE AQUI

Mais um reflexo da Operação Et Pater Filium, teve desdobramentos nesta terça-feira (19). A Justiça recebeu duas ações penais resultantes da 7ª fase da Operação, ajuizadas pelo Ministério Público de Santa Catarina contra 20 pessoas.

Entre ex-agentes políticos, servidores públicos e empresários – acusados de crimes como corrupção, fraude à licitação, peculato, lavagem de dinheiro, embaraçamento à investigação e organização criminosa.

As denúncias apontam a existência de organizações criminosas que teriam o objetivo de fraudar licitações e desviar dinheiro público. Uma delas é referente à contratação de transporte escolar para Canoinhas, e a outra trata da contratação de serviços de caminhões e máquinas pesadas para o município.

O modo de atuação de ambas as organizações possuía características comuns: os processos licitatórios tinham a concorrência frustrada a fim de beneficiar pessoas jurídicas administradas por empresários que integravam o grupo criminoso.

Após o contrato firmado com o ente público de Canoinhas, a prestação de serviços era feita de forma incompleta e precária, majorando os ganhos dos empresários, que dividiam seus lucros espúrios com os agentes públicos, mediante diversas entregas de dinheiro, sempre pessoal e em espécie.

Fonte: nd+

Siga nossas redes sociais: INSTAGRAMFACEBOOK


Ao Vivo

Rádio Alvorada

Current track
TITLE
ARTIST