--:--
--:--
  • cover
    Rádio Alvorada 94.5 - Santa Cecília

Casos de Dengue em Santa Catarina têm Aumento Drástico de 390%

Números alarmantes revelam crescimento exponencial de casos e óbitos pela doença no estado.

O mais recente informe epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), nesta quarta-feira, dia 20, traz um alerta preocupante: os casos prováveis de dengue no estado alcançaram a marca de 66.174, representando um assombroso aumento de 390,8% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Este número é acompanhado por outra estatística desoladora: 31 óbitos confirmados devido à doença até o dia 19 de março de 2024.

Os municípios afetados não são poucos, somando um total de 251 até o momento. Entre os locais mais afetados estão Araquari, Balneário Piçarras, Blumenau, Brusque, Florianópolis, Ibirama, Indaial, Itajaí, Itapiranga, Joinville, Navegantes, Palmitos, São Francisco do Sul e Tijucas, que já registraram fatalidades causadas pela dengue. Adicionalmente, outras 13 mortes estão sob investigação pelas Secretarias Municipais de Saúde, demonstrando a seriedade da situação.

O relatório também destaca a presença alarmante de focos do mosquito Aedes aegypti em 235 municípios, totalizando 22.886 focos. Dessas cidades, 160 são consideradas infestadas pelo vetor, exigindo ações imediatas de controle e prevenção.

“A melhor maneira de evitar a dengue, a zika e a chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, continua sendo eliminar locais com água parada”, ressalta Tharine Dal Cim, bióloga da Dive.

A prevenção, enfatizada como fundamental, requer esforços conjuntos entre o poder público e a população. Medidas simples, como eliminação de criadouros do mosquito e cuidados básicos com higiene e limpeza, são cruciais para conter a propagação da doença. Atitudes como descarte correto de lixo, limpeza regular de piscinas e calhas, e vedação de recipientes de água são algumas das recomendações essenciais.

Além disso, é imprescindível que a população esteja atenta aos sintomas da dengue, que incluem febre alta, dores no corpo e articulações, entre outros. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais para evitar complicações decorrentes da doença.

Diante do cenário alarmante, é urgente que medidas de combate e prevenção sejam intensificadas, visando proteger a saúde e o bem-estar da população catarinense.

Compartilhe

Últimas Notícias

Categorias

Notícias pelo WhatsApp?

Quer receber notícias pelo seu WhatsApp? Entra em nosso grupo oficial Rádio Alvorada!